quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Viúva Negra - O Manto da Viúva (Black Widow - Pale Little Spider + Itsy-Bitsy Spider)



CONTÉM SPOILERS MENORES

Estou a utilizar esta imagem sem
ter pedido autorização à Levoir. Como
não sei até que ponto é que isto é legal, peço
as minhas desculpas e espero que não me
 processem, pois nesse caso
todos os meus rendimentos serviriam
para entregar à editora (mais ainda)
Saiu hoje, dia 13 mais um volume da parceria Levoir/Público, desta vez dedicado (pela primeira vez) a Natasha Romanoff, ou Natasha Romanova, a Viúva Negra. Intitulado "O Manto da Viúva", este volume contém duas histórias separadas. A primeira lançada originalmente em 2002 intitula-se "Pale Little Spider" e é da autoria do conceituado Greg Rucka. Já a segunda, "Itsy-Bitsy Spider" foi lançada anteriormente, em 1999 e coube a Devin Grayson desenvolver o argumento. Vou falar um bocadinho de cada uma delas, em separado.

(Para quem está a pensar: "Porra, o gajo já leu o livro? Não deve de fazer nada da vida" - Sou estudante e estou de férias, mas trabalho numa fábrica por turnos. Entro às 04:00 e saio ao 12:00. Assim que sai fui logo comprar o livro e depois de almoço agarrei-me a ele de unhas e dentes).


O Manto da Viúva (Pale Little Spider)

Chocou-me ver que esta história é da Marvel. Claro que isto já foi editado à uma porrada de anos, pois parece-me que hoje em dia não seria aceite pelos editores. Para além de ser uma história com um tom mais negro, o cenário principal é um sex-club bastante exótico (é claro que esta história faz parte da linha MAX). Nestas três issues acompanhamos Yelena Belova enquanto esta assume o "manto" de Viúva Negra, nome de código dos Serviços Secretos Russos, numa intriga de mistério e recheada de erotismo e sadomasoquismo (Pena não ter saído em Fevereiro. Acompanhava bem com a febre d' As Cinquentas Sombras de Grey ).


Não conhecia, nem nunca tinha ouvido falar em Igor Kordey, o responsável pelos desenhos, mas devo de dizer que me surpreendeu. Têm um estilo sombrio, que se adaptou perfeitamente ao necessário neste tipo de narrativa. 

Gostei da história, foi uma boa introdução a Yelena como Viúva, mas senti que talvez poderiam ter desenvolvido mais a personagem. O vilão da história também não achei assim grande espingarda, mas até foi interessante de ver. Voltou a mostrar-me como Rucka é um argumentista competente.




Aranha... Aranhiça (Itsy-Bitsy Spider)

Já a segunda aventura combina tanto Yelena Belova e Natasha Romanova no que eu posso descrever como a mistura de "Mr. and Ms. Smith" com "Mission: Impossible II". Numa outra narrativa de espionagem, vemos ambas as Viúvas a serem designadas por diferentes países, para obter um vírus mortal.
É engraçada pois seguimos ambas as personagens e conseguimos perceber as motivações por de traz de cada uma, para além de as interacções entre elas serem muito porreiras, especialmente quando Natasha tenta funcionar como uma mentora para Yelena.

Devin Grayson escreveu o argumento, e a história foi belissimamente ilustrada por J. G. Jones (que eu cada vez que leio, leio como "G. I. Jones"), ambos desconhecidos para mim, mas que também se mostraram capazes de criar um bom thriller de espionagem, que faz lembrar um filme dirigido por John Woo.




Sinceramente preferi a primeira história. Acho que não era preciso tanto material erótico para contar uma história daquele género, mas enfim. Ambas me surpreenderam. É um bom volume introdutório à Viúva Negra.


E sim, como são histórias com personagens russos, não podia faltar um personagem chamado "Yuri".


Pale Little Spider (2002)
Greg Rucka e Igor Kordey
Nota: 7.5/10


Itsy-Bitsy Spider (1999)
Devin Grayson e J.G. Jones
Nota: 7/10




Sem comentários:

Enviar um comentário